Login

EUA reveem para 1,75% taxa anti-dumping da Navigator

Papel Navigator
 

Depois do recurso da The Navigator Company relativamente à implementação de uma taxa anti-dumping de 37,34% sobre a importação de produtos para os Estados Unidos da América, a empresa portuguesa foi notificada pelo Departamento de Comércio dos Estados Unidos da América de que a taxa estabelecida será de 1,75%.
 
A taxa anti-dumping final a aplicar retroativamente nas vendas de papel incide sobre o período compreendido entre agosto de 2015 e fevereiro de 2017. A taxa começou a aplicar-se às vendas para os EUA desde 13 de agosto de 2018, substituindo a anteriormente aplicável, de 7,8%.

Primeiro a companhia havia sido notificada de que a taxa a aplicar seria de 0%. Depois recebeu uma comunicação de que seria uma taxa de 37,34%. A Navigator reagiu contra a decisão em causa, tendo invocado a existência de um erro administrativo, e recorreu a todas as medidas legalmente disponíveis para demonstrar que a taxa acima mencionada para o período em causa era totalmente injustificada.
 
O Department of Commerce reapreciou, com rigoroso cumprimento das regras aplicáveis, os cálculos feitos, tendo concluído pela atribuição final da nova taxa, que será aplicável a todas as exportações para os EUA pela Navigator depois da data de publicação da decisão correspondente, que deverá acontecer em breve.
 
“É de bom grado que a Navigator observa que os EUA, mercado onde vende os seus produtos há mais de 17 anos, se pautam pelo regular, transparente e eficaz funcionamento das Instituições, que reconhece os argumentos das partes, facultando o direito de resposta e não o reduzindo a um mero pro-forma”, refere a empresa em comunicado.
 
Em resultado desta decisão, e ao invés da aplicação da taxa ter um impacto negativo de € 66 milhões no EBITDA e de € 45 milhões nos lucros líquidos do ano em curso tal como anteriormente comunicado, o impacto estimado, se bem que ainda negativo, passa a ser de cerca de € 3 milhões no EBITDA e de € 2milhões nos lucros líquidos do ano em curso.
 
Adicionalmente, será iniciado um processo de pedido de reembolso no valor aproximado de €22 milhões, correspondente à diferença entre os montantes depositados até fevereiro de 2017 e o montante agora apurado.