Login

Faturação Eletrónica cresce em 2017

e invoice volumes in europe
 
O processo de faturação foi, em tempos, um grande impulsionador do consumo de papel e impressão. Uma realidade que mudou drasticamente, como confirmam os mais recentes dados divulgados pela Associação Europeia de Prestadores de Serviços de Faturação Eletrónica. Houve um crescimento significativo de 23% na faturação eletrónica, ou seja, mais de 1,9 mil milhões de faturas eletrónicas foram processadas em 2017 na União Europeia.
 
Os resultados representam um crescimento significativo de 22,9% em relação aos valores de 2016, que tinha apresentado apenas 1615 milhões.
 
Grande parte do processamento eletrónico (1265 milhões) remete para o mercado B2B (Business to Business) ou B2G (Business to Government), apesar de haver já uma fatia significativa de processamento eletrónico da faturação em B2C (Business to Consumer), com 719 milhões de faturas eletrónicas tratadas.

Para Miguel Zegre, diretor da unidade de negócio de EDI & Electronic Invoicing da Saphety, e membro do Comité Executivo da EESPA, estes são dados que revelam a importância dos fornecedores de serviços de faturação eletrónica estarem unidos e representados numa associação como a EESPA. Miguel Zegre afirma ainda que “os tempos serão desafiadores daqui para a frente no que toca à faturação eletrónica, mas estes números também vêm demostrar que este é o momento certo para a aposta na FE, e que a adoção na Europa está a acontecer de forma generalizada sem grandes sobressaltos e sob uma legislação favorável, que permite às empresas terem tempo para se adaptarem.
 
Dado que estamos no limiar da obrigatoriedade da faturação eletrónica nos contratos com a Administração Pública em toda a União Europeia, com base nas disposições da Diretiva 2014/55/UE, o futuro deverá trazer volumes de processamento ainda maiores. Prevê-se assim um crescimento bastante significativo em 2018.
 
A EESPA foi formada em 2011 como uma associação internacional sem fins lucrativos. Atua como uma associação comercial a nível europeu para comunidade de prestadores de serviços de faturação eletrónica, em representação de empresas fornecedoras de serviços de rede, outsourcing, tecnologia e EDI (intercâmbio eletrónico de dados).