Login

Zanders aposta no papel feito de relva

Zanders zangrass

Zangrass é um novo papel não revestido feito a partir de relva, o que lhe atribui uma sensação especial ao toque, desenvolvido especialmente para a produção de embalagens sustentáveis.

“Cada folha é única”, diz a fabricante. O Zangrass tem uma aparência natural e heterogênea com finos pontos de relva num tom básico esverdeado-bege. 20 a 40 por cento de fibras virgens de relva seca ao sol são usadas para a nova qualidade de papel. O resto consiste em polpa de fibra fresca branqueada.

O caráter natural óptico e tátil do Zangrass é complementado pela superfície texturada e não revestida. Ao mesmo tempo, tem propriedades de estabilidade e processamento muito boas e pode ser usado para impressão flexográfica.

“De tigelas para frutas e bandejas para vegetais na forma de cartão ondulado a sacos de papel reutilizáveis e até aplicações no campo de cosméticos naturais: O Zangrass é usado principalmente no segmento de produtos orgânicos e naturais. Não só transporta a mensagem de naturalidade e sustentabilidade no exterior, como também é uma produção amiga do ambiente”, refere a Zanders.

Até 75 por cento das emissões de CO₂ podem ser evitadas na cadeia de processo para a produção do papel de relva, em comparação com os papéis de fibra pura, e o consumo de água é menor.

Além disso, o Zangrass é reciclável e compostável. Atualmente, o novo papel está disponível nas gramagens de 120 g / m² e 150 g / m². Uma expansão da gama de produtos para gramagens mais leves e pesadas já está planeada, para que o Zangrass possa ser usado para diversas aplicações no futuro.


A Zanders, com base na Alemanha, é produtora de papel para aplicações gráficas e embalagem, que foi fundada em 1829.