Log in

Iraniano Alireza Pakdel vence World Press Cartoon

Imigrantes de Alireza Pakdel
Imigrantes de Alireza Pakdel

Imigrantes de Alireza Pakdel
O cartoon Imigrantes, do iraniano Alireza Pakdel, foi distinguido com o Grand Prix da 12ª edição do WORLD PRESS CARTOON. O evento anual do desenho de humor na imprensa internacional, que ontem abriu portas no Centro Cultural e de Congressos das Caldas da Rainha, atribuiu o prémio na categoria Cartoon Editorial, ao desenho que foi publicado no jornal iraniano Etemad, em Agosto de 2016.


Entre os nove premiados desta edição, o autor arrecadou o maior prémio monetário, no valor de 10 mil euros. O júri atribuiu o 2º prémio à obra Ataque de Nice, do grego Michael Kountouris, publicado no jornal Efimerida Ton Syntakton, e o 3º prémio ao desenho Bem-vindos, do autor francês Sunnerberg Constantin, publicado pelo Courrier International.

A cerimónia da entrega dos troféus decorreu num espectáculo onde o humor imperou. O director do salão, o cartoonista português António Antunes, destacou o papel importante que o desenho de humor tem para a vitalidade da imprensa: «Os cartoons são um espaço crítico e de exercício da liberdade, sem o qual os jornais não podem sobreviver e afirmar-se plenamente.»

O presidente da Câmara Municipal da Caldas da Rainha, Fernando Tinta Ferreira, falou por sua vez da projecção internacional que o World Press Cartoon aporta à cidade: «Este é um evento que traz às Caldas da Rainha grandes artistas de todo o mundo que aqui encontram, como é nossa tradição, um ambiente propício à criação em liberdade. Numa cidade marcada pela obra e pela grande tradição caricaturista de Rafael Bordalo Pinheiro é natural e lógica esta ligação a um concurso que celebra o que melhor se faz no mundo nesta arte.»

O World Press Cartoon distingue ainda trabalhos em duas outras categorias. Em Caricatura, duas obras vencedoras vieram do Brasil: um Fidel Castro de Luiz Carlos Fernandes, publicado na revista Veja, e um Bob Dylan de Eduardo Baptistão, publicado no Diário do Grande ABC, como primeiro e segundo prémios respectivamente. O 3º prémio foi para um Trump Punk das páginas do jornal Unità , entregue à artista italiana Mariagrazia Quaranta.

Na categoria de Desenho de Humor, o 1º prémio foi atribuído ao sérvio Toshow Borkovic, para a obra O Orador, o 2º prémio foi para Rio, do suíço Silvan Wegmann, e o 3º prémio distinguiu Ludopatia, do autor equatoriano Xavier Bonilla. Trabalhos realizados para as publicações Ilustrovarna Politika, Schweiz am Sonntag e Nuestro Mundo, respectivamente.

Todos os cartoons fazem parte da selecção feita por um júri internacional entre as centenas de obras apresentadas a concurso e vindas de todos os continentes. A selecção dos 267 melhores trabalhos concorrentes constitui a exposição que estará aberta ao público, no Centro Cultural e de Congressos das Calda da Rainha, com entrada livre, a partir de hoje e até 10 de Agosto.

São desenhos  que compõem um retrato divertido do mundo, publicados em 168 jornais e revistas de 51 países. O visitante pode levar todos os desenhos para casa, ao comprar o catálogo, que se encontra à venda no local da exposição.