Login

Os vencedores do XX PortoCartoon

IMG 5534

“Limpar o Planeta” foi o grande tema da XX edição do PortoCartoon, cujos prémios foram entregues no Museu da Imprensa.


A cerimónia de entrega de prémios contou com a presença de Luís Filipe Castro Mendes, Ministro da Cultura e do presidente da Comissão de Coordenação do Desenvolvimento Regional do Norte, Fernando Freire de Sousa. Siza Vieira foi homenageado com o título de sócio honorário do Porto Capital do Cartoon e os premiados receberam o galardão desenhado pelo arquitecto portuense, num ambiente onde o cheiro a tinta, os prelos e as impressoras ajudam a recriar um ambiente simultaneamente próximo e distante.


O vencedor do Grande Prémio desta edição do PortoCartoon foi o croata Nikola Listes, com uma caricatura sobre a poluição dos oceanos, onde sobressai a ironia do peixe ser lavado à máquina antes de ir à mesa. Todos os anos, frisou Humberto Marcos, diretor do Museu da Imprensa, o Grande Prémio assume uma temática que marca a atualidade e, todos os anos, caricaturistas de todo o mundo respondem com imaginação, criatividade e muito humor.

IMG 5438


O italiano Agim Sulaj ficou em segundo lugar no Grande Prémio e o terceiro lugar foi atribuído, ex-aequo, a Mahboobeh Pakdel, do Irão, e a Cau Gomez, do Brasil. Na categoria que homenageia duas personalidades, uma nacional outra internacional, os caricaturistas foram desafiados a caricaturar Amália Rodrigues e Woody Allen. Os artistas António Santos, Matias Tolsá e Aurélio Mesquita, foram os premiados no Especial Caricatura Amália e no Especial Caricatura Woody Allen, os galardões foram para Pedro Silva, Paulo Caruso e Pedro Ribeiro Ferreira.


O júri foi constituído por Francisco Ferreira, presidente da Associação Ambientalista ZERO, Bernard Bouton, presidente da FECO (Federation Cartoonists’ Organizations ), Roberto Merino, encenador chileno radicado no Porto, Xaquín Marín, fundador do Museo de Humor de Fene  (Espanha), Humberto Marcos, diretor do Museu da Imprensa e António Campos, representante da Fundação Amália Rodrigues. O júri teve de avaliar cerca de 2500 trabalhos, sendo que o país mais representado foi o Irão, com cerca de 500 cartoons, seguido da Turquia, com 200, Brasil com 180, Roménia com 114 e Portugal com 96.


Durante a cerimónia, o diretor do Museu da Imprensa congratulou-se pela adesão a este festival que, “em 20 anos desenvolveu-se sempre em contexto de crise o que prova que esta linguagem anima-nos, mesmo quando estamos em crise”. Luís Humberto aproveitou a oportunidade para evocar Georges Wolinski, o cartoonista do Charlie Hebdo, assassinado num atentado terrorista em 2015 e que esteve ligado como jurado e amigo, durante 11 anos, ao PortoCartoon. “É dele a frase ‘o humor é o caminho mais curto entre as pessoas’ e esta é – referiu o responsável do museu – prova do seu poder”.

IMG 5517


A cerimónia foi encerrada pelo Ministro da Cultura que afirmou a importância do humor no combate às forças do mal, “caracterizadas pela ausência de humor”, destacando ainda o papel fundamental dos cartoonistas que passam mensagens de irreverência, que conseguem fazer a síntese perfeita do momento e que, não menos importante, nos divertem.

20 Anos de Humor


Para celebrar 20 anos de existência o PortoCartoon lançou um inteiro-postal em parceria com os CTT. O postal inclui dois ícones de duas personalidades intimamente relacionadas com este evento, Siza Vieira e Georges Wolinski, através da imagem do troféu (desenhado por Siza) e um fragmento de um desenho do artista do Charlie Hebdo.


Entretanto, o PortoCartoon prolonga-se para além do tempo em que decorre o festival, espalhando exposições por toda a área metropolitana do Porto. Para além da exposição do Tema Livre, em Gondomar, na Casa Branca de Gramido, vão decorrer mostras no aeroporto do Porto, no Edifício Transparente, em diversos cafés do centro histórico e em muitos outros lugares, num total de 20 extensões.


O PortoCartoon inclui uma exposição do 44º Salão de Piracicaba (S. Paulo, Brasil), com base num protocolo estabelecido, em 2005, entre o Museu Nacional da Imprensa e a prefeitura daquela localidade brasileira, que vai decorrer no Via Catarina Shopping.

 

Da Caricatura para a Escultura

IMG 5318


Para além da inauguração da exposição, que decorreu logo após a cerimónia de entrega de prémios, foi descerrada, à entrada do museu, uma escultura, baseada no desenho que conquistou o Grande Prémio 2018, da autoria de Ana Almeida Pinto, uma jovem artista alentejana. A peça integra o Roteiro do Humor no Porto, iniciado em 2008, que já conta com 11 esculturas, e é uma das vertentes do Porto Capital do Cartoon.

Por Margarida Almeida