Login

Calheiros galardoada com PME Excelência

Ler mais...A Calheiros Embalagens, empresa de Ermesinde, foi galardoada com o prémio PME Excelência 2013. A empresa conta com uma área de produção de 9000m2 e 3000m2 de armazém de matéria-prima e produto acabado.

“Desde já agradecemos a contribuição de cada um dos nossos parceiros de negócios, com destaque para os nossos estimados fornecedores e clientes. Iremos fomentar uma maior colaboração com os nossos parceiros e contribuir para o sucesso em 2014” comenta a empresa em comunicado.

A empresa dedicou-se ao sector da embalagem que, além das reconhecidas funções de protecção e facilidade de transporte, comodidade e conservação do produto, tem também funções de comunicação. A empresa produz embalagens com impressão offset em cartolina, minimicro, microcanelado, canal b, cartão duplo e cartão reforçado, assim como expositores e PLV projectados à medida da necessidade de cada cliente.

Andorinha inova na embalagem

Ler mais...A inovação nas embalagens é um forte argumento no ponto-de-venda. A pensar nisso, a marca portuguesa de azeites Andorinha decidiu lançar o seu produti numa embalagem mais conveniente.

O novo formato vai permitir que o utilizador escolha entre o spray, o fio de azeite e as gotas. A tecnologia usada para liberação de pressão do azeite não utiliza materiais nocivos ao meio ambiente, tendo o ar como principal agente de propulsão.

A marca portuguesa, com origens em Abrantes, está a apostar fortemente no mercado brasileiro, sendo distribuído pela Sovena. Loara Costa, directora de marketing da Sovena no Brasil, comentou: “percebemos os consumidores cada vez mais ávidos por novidades no que diz respeito a embalagens”.

O design é da responsabilidade da Blug.

Jameson com edição desenhada por Dermot Flynn

Ler mais...Jameson, o whiskey irlandês, celebra a sua herança irlandesa antecipando o St. Patrick’s Day, que se celebra a 17 de Março, com o lançamento de um novo design de edição limitada da sua garrafa. Esta edição limitada foi desenhada pelo ilustrador irlandês Dermot Flynn, e estará disponível em 40 mercados em todo o mundo.

O rótulo ilustrado por Dermot apresenta o mundialmente famoso pub de Dublin, The Stag’s Head, figuras históricas como William Butler Yeats e uma selecção de frases típicas de Dublin. A garrafa foi criada para este periodo limitado e estará disponível a partir de Fevereiro.

“Para além do seu paladar suave e equilibrado, uma das coisas que os fãs de whiskey em todo o mundo nos dizem que gostam mais em Jameson é o seu intrínseco carácter irlandês. Jameson encarna o carácter terra-a-terra dos “dubliners” (habitantes de Dublin) e com esta nova edição limitada queriamos dar vida a essa característica e celebrar a grande cidade que inspirou John Jameson a produzir este agora icónico whiskey pela primeira vez há mais de 230 anos. O design da nova garrafa foi muito bem recebido pelos nossos consumidores em todo o mundo, resultando em mais mercados do que nunca a vender e edição deste ano, estamos esperançosos que os fãs de whisky irlandês de todo o mundo também o adorem e o tornem parte das suas celebrações do St. Patrick’s Day, onde quer que estejam.”Daniel Lundberg, Global Brand Director da Jameson

Lavradores da Feitoria escolhem embalagem inovadora

Ler mais...A Lavradores da Feitoria aceitou o desafio da empresa portuguesa Wine Spiritus para engarrafar vinhos premium em tubos de vidro de 60 ml. Wine In Tube (WIT) é o nome comercial desta embalagem, que chegou a Portugal em Junho de 2013.


O vinho escolhido foi o ‘Três Bagos Sauvignon Blanc’ e vai estar disponível em hotéis de luxo em Portugal. O Conrad Algarve, na Quinta do Lago em Almancil, foi o primeiro, mas seguiram-se o Farol Design Hotel e o Vivamarinha Hotel & Suites, em Cascais, e o Intercontinental, no Porto.

 

Depois do sucesso que se revelou este projecto, o passo seguinte é apostar no inovador packaging WIT com outros vinhos da Lavradores de Feitoria e alargar os pontos de venda a outros hotéis, lojas gourmet e garrafeiras, de acordo com uma estratégia concertada entre a Lavradores de Feitoria e a Wine Spiritus, empresa que tem os direitos da marca WIT no nosso país.

App da Amazon mostra oportunidades para a impressão

Ler mais...A Amazon lançou, nos Estados Unidos, uma aplicação para smartphones e tablets que permite fotografar uma parte de uma embalagem e, em seguida, surge um link para a compra do produto na Amazon. A aplicação Amazon Flow tem estado disponível como aplicação standalone e já fazia a leitura de códigos de barras para permitir uma comparação de preços, mas agora foi adicionado o reconhecimento de texto e de imagem.

A aplicação ainda só está disponível nos Estados Unidos mas espera-se a chegada ao Reino Unido em breve, e depois a outros países da Europa. Os utilizadores comentam que a aplicação é “muito rápida” e que a impressão se tornou interactiva.

Não se trata de códigos QR ou de NFC nem de realidade aumentada. O reconhecimento de imagem pode ser uma importante oportunidade para o mercado das artes gráficas. Embora, inicialmente, a tecnologia apenas possa parecer apelativa para as grandes cadeias, em breve as empresas mais pequenas podem beneficiar desse tipo de tecnologia, que já funciona com software para campanhas cross-media, como é o caso do DirectSmile. As empresas podem tornar os seus produtos interactivos através das imagens das embalagens. Podem, por exemplo, criar relações individuais com os consumidores e conseguir uma maior lealdade da base de clientes, consoante a informação que pode ser articulada com a embalagem dos produtos.

UPM Raflatac lança RP 31 Purus

Uma das inovações a ser apresentada pela UPM Raflatac durante a Pharmapak, que vai decorrer em Paris entre 12 a 13 de Fevereiro, é o adesivo RP 31 Purus, de baixa migração. O RP 31 Purus foi desenvolvido especialmente para as embalagens de líquidos feitas de materiais que não são de vidro, tal como o LDPE.

Ler mais...

O adesivo preenche todos os requisitos das aplicações médicas, farmacêuticas e de saúde, onde qualquer risco de migração de tintas tem que ser minimizado. O material cumpre todas as regulações do Code of Federal Regulations, Food and Drugs Administration (FDA), assim como as normas europeias.


Os visitantes do stand vão poder verificar outros produtos para a indústria farmacêutica, como é o caso de adesivos de alta resistência, luminescência e resistência à esterilização. Opções para segurança integrada e protecção contra a contrafacção também estão disponíveis.

Pixartprinting com novo material para etiquetas

Ler mais...A Pixartprinting está a ampliar a oferta no que toca o mundo da etiquetagem. Novos materiais, formatos personalizados, impressão a branco e prateado, e muito mais, da selecção do gap à saída da etiqueta, até a altura da bobina.

Entre os clientes de etiquetagem da Pixartprinting, muitos são, de facto, pequenas e médias empresas com o seu próprio departamento de produção que operam em variados sectores como o de alimentação e bebidas. “Então é fundamental que os nossos clientes tenham a possibilidade de encomendar etiquetas compatíveis com a tecnologia que têm disponível, de modo a que estes possam ser utilizados na linha de montagem. As últimas novidades da Pixartprinting foram estudadas para se adaptarem às exigências da alta customização a que os nossos clientes estão habituados, mantendo as características que trouxeram o sucesso da etiquetagem à Pixartprinting como: uma qualidade excelente, a impressão a seis cores (CMYK + laranja e verde), a possibilidade de escolher entre tipos de materiais diferentes e curtos prazos de entrega” avança a empresa em comunicado.

“Em 2012 criámos um departamento especificamente para a impressão de etiquetas, mesmo que para pequenas quantidades ou edições limitadas. Desde então temos encontrado um interesse cada vez maior ao ponto que actualmente o mercado da etiquetagem é para nós um dos mais importantes, com um volume de vendas de 4 milhões de euros em 2013”.Alessandro Tenderini, Director Geral da Pixartprinting

A empresa conta com dois sistemas de impressão em bobina Epson SurePress L-4033A a jacto de tinta, dos quais um vem equipado com tinta branca; e o sistema Sei Laser para o corte automático. “A impressora Epson a jacto de tinta é uma solução de última geração, capaz de produzir 5m/min para facilitar tanto a prototipagem como a produção de pequenas quantidades de etiquetas altamente personalizadas, reduzindo significativamente os custos e os prazos de entrega” – afirma Alessandro Tenderini – “O resultado é a produção de etiquetas de alta qualidade mesmo que em pequena tiragem, numa ampla gama de suportes protegidos contra riscos e a preços muito competitivos”.

Como pontos fortes, a empresa aponta o formato em bobina (de 33cm; 16,5cm; 11cm e 5,5cm) e a variedade de materiais que actualmente vão desde o papel autocolante revestido/brilhante, sem revestimento/brilho e natural, ao adesivo acrílico como o polipropileno deluxe, prateado e transparente, este último também disponível com impressão a branco. Também é possível imprimir adesivos espelhados, ideal para etiquetas que se devem ler do lado da cola como no caso das vitrinas das lojas.

Concurso escolar para fazer esculturas com embalagens

Ler mais...Dar largas à imaginação utilizando materiais reutilizáveis é o objetivo do concurso escolar “Ovos Amarelos”, promovido pela VALNOR, em colaboração com a Tetra Pak e a Associação dos Fabricantes de Embalagens de Cartão para Alimentos Líquidos (AFCAL).

O concurso visa a elaboração de uma escultura através da reutilização de embalagens usadas e alusivas ao tema da Páscoa. Com esta iniciativa, as entidades promotoras pretendem incentivar as crianças para uma conduta ambientalmente responsável, mas também estimulando-as a serem agentes ativos na preservação e implementação de boas ações ambientais.

O concurso escolar é destinado às crianças que frequentam o Jardim de Infância / Pré-Escola (entre os 3 e 6 anos), de estabelecimentos de ensino públicos e privados. Os trabalhos deverão ser entregues até ao dia 28 de Março de 2014, sendo avaliados por um júri constituído por elementos da VALNOR, da Tetra Pak e da AFCAL. O vencedor será anunciado até ao dia 4 de Abril.

O prémio “Escola mais Amiga do Ambiente”, no valor de 500€, será entregue à escola que mais se distinguir pela diversidade de materiais utilizados, criatividade e originalidade.

«A VALNOR sabe que um projeto ambiental de qualidade que origine bons resultados deve ser iniciado, antes de mais, com o compromisso e a participação de toda a comunidade escolar. Assim, procuramos desenvolver um trabalho sério em estreita colaboração com as diversas escolas da nossa área de incidência, indo ao encontro das suas necessidades formativas e, entre outras iniciativas, promovendo concursos escolares»Sandra Pedrogam, responsável pelo Departamento de Sensibilização e Imagem

.

Novo sistema para embalagens Bag-in-Box

Ler mais...Os dias de irritação com as gotas que caem das embalagens bag-in-box estão a acabar, dizem os inventores do DRINKinBOX. O novo sistema é adequado para todos os tipos de líquidos com base no princípio Bag-in-Box.
A tecnologia básica e barata: é utilizada uma plataforma de papelão que ajuda a levantar o saco , fazendo com que seja mais fácil encher um recipiente através da torneira da caixa. Isso também ajuda a esvaziar o conteúdo na sua totalidade. O volume da embalagem pode variar desde 0,75 litros até 10 litros e estão disponíveis duas versões:
• Para volumes típicos, o CO2 DRINKinBOX ;
• Para volumes maiores, o PETinBOX, que usa uma garrafa PET numa caixa de papelão ondulado, com um sistema de entrega integrado.

O PETinBOX é particularmente atraente como um substituto eficaz e amigo do ambiente para o metal.

Ler mais...

Embalar morangos em cartão custa menos do que em plástico

Ler mais...Um novo estudo da Corrugated Packaging Alliance, dos Estados Unidos, compara os custos de logística para morangos embalados em cartão ou em embalagens de plástico. A associação divulgou que os custos diminuem 13% quando se opta pela primeira opção, para a mesma quantidade de morangos.

A diminuição de custos está relacionada com os custos logísticos envolvidos na necessidade de trazer os recipientes plásticos de volta aos centros de distribuição, aos custos de lavagem das embalagens e aos custos de os levar do agricultor ao centro de distribuição e vice-versa. Já os recipientes de cartão podem ser reciclados, o que elimina o segundo transporte no regresso das embalagens ao ponto de origem. Aliás, a CPA mostra que os comerciantes ajudaram a reciclar 91% das embalagens de cartão em 2012 e que ainda aumentam os rendimentos por colaborarem nesse processo.