fbpx

Com assinatura criativa da agência Fuel Lisboa, a campanha de Regresso às Aulas da MO assenta no slogan “É bom voltarmos juntos”. A campanha visa refletir os reencontros da família, após os dias de aulas, as novas tarefas e a mais-valia que pode representar a MO.

O conceito criativo remete para o imaginário das crianças e o vídeo da campanha – que conta com a participação de Mariana Seara Cardoso, a blogger de ‘Aos Pares’ – mostra como a MO quer estar ao lado de todos, crianças e pais, neste novo regresso.

MO Regresso Aulas 2020

A campanha está visível nas lojas físicas da MO, no site – www.mo-online.com – e nas redes sociais da marca. Ainda no digital, a marca apostou num shooting que conta com a presença de figuras públicas e influenciadoras, nomeadamente Cláudia Vieira, Rita Rugeroni, Joana Soares, Maria Pessanha e Teresa Figueiredo.

Para Diana Teixeira Pinto, Head of Marketing & E-Commerce da MO:Em família, passámos muito tempo juntos, falámos, brincámos e partilhámos muitas experiências ao longos dos últimos meses. Segue-se agora uma nova etapa e, com esta campanha, quisemos mostrar como a MO compreende a nova realidade das famílias, estando incondicionalmente ao seu lado neste regresso – seja para as crianças que voltam a estar juntas, mas também para as mães que voltam a dar um beijo de despedida aos seus filhos e a retomar as suas tarefas e o seu trabalho com maior tranquilidade, mas com muitas saudades.”

Em paralelo com o início da campanha Regresso Aulas, a MO desenvolveu uma nova iniciativa solidária – “1% leva-nos mais longe”.

Durante 15 dias – de 31 de agosto a 15 de setembro – 1% de todas as vendas nas lojas físicas e online, vai reverter para a compra de computadores para apoio ao ensino, com o objetivo de ajudar as famílias que mais precisam.

A doação será feita através do projeto Student Keep, um projeto que procura combater o problema da desigualdade no acesso à Educação, com a angariação de equipamento informático e posterior doação aos alunos sem acesso a computador.

Para aumentar o rigor e a transparência no processo de entrega dos equipamentos angariados, o projeto Student Keep pediu colaboração ao Ministério da Educação que se disponibilizou a fazer chegar os equipamentos às escolas através da Direção-geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE).