fbpx

Numa época em que se partilha tudo, desde transportes até espaços de trabalho, a fabricante de produtos têxteis MEWA refere que a sustentabilidade não deve ser prejudicada pelo excesso de utilização de produtos descartáveis.

O conceito de sharing têxtil  está assente num sistema de reutilização, com serviço integrado, que inclui a entrega de panos de limpeza industriais, a recolha após utilização e a lavagem ecológica. Os panos são lavados durante 15 minutos a 90 °C. Aqui a MEWA prolonga, de propósito por cinco minutos, o tempo recomendado por institutos científicos para a desinfeção térmica. O objetivo é ter a segurança absoluta de que todos os germes são completamente eliminados e poder garantir panos higienicamente limpos.

Panos Mewa

Em comunicado, a associação alemã de limpeza têxtil critica o facto de as soluções descartáveis terem voltado a ser colocadas em primeiro plano na crise do coronavírus. A crescente utilização de máscaras descartáveis e de toalhas de papel podia levar a uma crise de lixo. “Têxteis reutilizáveis, tratados e higienizados por profissionais causam muito menos impacto ambiental do que produtos descartáveis e cumprem as mesmas exigências de higiene”, informa a associação.

A tecnologia de limpeza da MEWA permite a recuperação dos óleos e graxas a partir dos panos usados e a sua reutilização para o aquecimento das linhas de lavagem e secagem. Desta forma, vários milhões de litros de desperdício são transformados anualmente em energia.

Os panos de limpeza da MEWA estão exclusivamente disponíveis no âmbito do sistema de aluguer. Os panos usados são guardados e transportados no contentor de segurança MEWA SaCon. O aluguer, diz a fabricante, é acessível em comparação aos custos com materiais de uso único e permite ainda um cálculo exato no orçamento.