fbpx
DP - PACKAGING
Login
Atualizado a 12 Dec, 2019

“Reciclar a Valer +”: há um novo projeto piloto de recolha de embalagens de plástico na Malveira

Maquina na Malveira

A Novo Verde, a Câmara Municipal de Mafra e a Tratolixo-Gestão de Resíduos Urbanos deram as mãos para promover um novo projeto de recolha de embalagens de plástico, que se inicia na loja Pingo Doce da Malveira.

Todos os clientes do espaço poderão participar no processo de reciclagem e entregar garrafas de plástico PET de bebidas e refrigerantes, recebendo vales de 0,02€ ou 0,05€, para utilizar nas compras.

Ricardo Neto, Presidente da Novo Verde, “este projeto será bastante importante, na medida em que acreditamos que será uma excelente forma de testarmos a mecânica e prepararmos os consumidores e restantes intervenientes para adoção de comportamentos sustentáveis. Através desta solução de recolha, será possível obter materiais com maior qualidade e circularidade, o que facilitará a sua reciclagem e futura incorporação no processo de fabrico de novos produtos.”

Hélder Sousa Silva, Presidente da Câmara Municipal de Mafra, conclui que “a reciclagem constitui um fator determinante para a crescente redução do volume de resíduos produzidos e, consequentemente, para a preservação do ambiente, do planeta e do Concelho de Mafra, em particular. Ao participar neste projeto-piloto, a Câmara Municipal assume o compromisso de incentivar os cidadãos a adotar boas práticas, nomeadamente em matéria de recolha de resíduos de embalagens de bebidas em plástico, na certeza de que a defesa do ambiente é uma responsabilidade de todos!”.

Para João Dias Coelho, Administrador da Tratolixo, “esta iniciativa será um excelente veículo para conduzir ao cumprimento das metas de recolha deste material, aumentando a sua qualidade e índice de circularidade e facilitando a sua reciclagem.”

A iniciativa enquadra-se no conjunto de medidas e metas gerais da União Europeia em matéria de gestão dos resíduos, bem como a Estratégia Europeia para os Plásticos, em que todas as embalagens deste material, colocadas no mercado da União Europeia, deverão ser reutilizáveis ou facilmente recicláveis, até 2030 (Portaria n.º 202/2019, de 3 de julho).

As garrafas de plástico de bebidas, enquanto produtos de plástico de utilização única, deverão ser alvo de sistemas de reembolso ou outras medidas com impacto direto positivo na taxa de recolha, logo, na qualidade do material recolhido e dos materiais reciclados.

Até 31 de dezembro deste ano, deverão ser implementados mecanismos de incentivo à devolução de embalagens de bebidas em plástico não reutilizáveis, para identificar possíveis alterações a considerar no futuro, fomentando a maximização da circularidade dos materiais recuperados a incorporar no processo de fabrico de novas garrafas de bebidas.