fbpx
DP - PACKAGING
Login
Atualizado a 12 Dec, 2019

Pixartprinting com linha de embalagens ecológicas

Ler mais...A Pixartprinting acabou de inaugurar uma nova linha de embalagens ecológicas. Desenvolvidas numa área de cerca de 300m2, a nova linha de embalagens permite gerir mais 1000 encomendas por dia.

Equipada com sensores de controlo para uma montagem contínua, é constituída por seis  módulos, a Pixartprinting quis garantir que as técnicas andam de mão dada com a segurança. De facto, para cada encomenda é garantida uma embalagem com a seguinte proteção: com seis camadas de cartão, uma faixa de reforço de 5 a 34 cm e uma alça variável de 3 a 10 cm. Além disso, as novas embalagens têm uma alma verde pois foram criadas para serem embalagens de consciência ambiental, fruto da seleção de materiais totalmente diferenciáveis. Tudo isto sem quaisquer resíduos, reduzindo o desperdício e utilizando separadores para proteção em cartão, sem quaisquer agrafos.

Snappy tem um novo visual

Ler mais...Snappy Cola e Snappy Lima Limão são os refrigerantes da Unicer que contam agora com um novo visual.

A responsabilidade da arte é da Omdesign, que pretendeu refletir o carácter dinâmico e irreverente da marca, ícone da Unicer desde 1984, e das suas referências "Cola" e "Lima Limão", disponíveis em lata, garrafa pet e barril.

Heidelberg lança gama de consumíveis para a embalagem alimentar

Ler mais...Com a gama Saphira Low Migration, a Heidelberg lançou a sua própria linha de consumíveis para ir de encontro às necessidades do sector de embalagens alimentares. A produção da embalagem alimentar está sujeita a legislação muito restrita. Um dos fatores-chave no processo de produção são os consumíveis usados na fase de impressão e pós-produção. O objetivo é evitar a contaminação dos produtos por substâncias nocivas que possam alterar a composição ou o sabor. Consequentemente, todos os consumíveis devem estar de acordo com a legislação da União Europeia N.º 1935/2004.

Unilever reduz plástico nas embalagens

Ler mais...

As embalagens de Gel de Banho Dove vão conter menos 15% de plástico, devido a uma nova tecnologia, recentemente lançada pela Unilever. A Tecnologia MuCell® para Moldagem por Sopro via Extrusão (EBM) foi criada em colaboração com dois dos fornecedores de embalagens globais da Unilever, a ALPLA e MuCell Extrusion.

Bemis vende divisão de produtos autoadesivos MACtac

Ler mais...A Bemis Company fechou um acordo com a Platinum Equity para a venda da divisão especializada em produtos autoadesivos MACtac. A operação está condicionada por várias autorizações legais pendentes, mas deverá ser concluída no quarto trimestre de 2014 por um valor de 170 milhões de dólares.

Louis Samson, sócio da Platinum Equity, que dirige a operação, declarou: “Desenvolvemos uma relação muito boa com a Bemis e estamos orgulhosos do acordo alcançado, que permite que a MACtac fique numa posição ideal para planear a longo prazo. Cremos que a MACtac está bem posicionada para crescer, tanto de forma orgânica como com a ajuda de investimentos adicionais. Dotaremos a MACtac dos recursos, atenção e suporte necessários para que possa alcançar os objetivos de forma autónoma.”

Empresa sueca quer revestir embalagens com materiais biológicos

Ler mais...Há uma empresa sueca que diz estar perto de conseguir revestir papéis e cartão sem recorrer a combustíveis e matérias-primas fósseis. A empresa sueca UMV Coating System quer garantir que é possível revestir embalagem alimentar apenas com materiais biológicos.

Ainda ninguém conseguiu revestir embalagens alimentares de forma 100% biológica, numa escala industrial, sem criar poros na embalagem, tornando-a menos densa e por isso inutilizável. Mas a UMV Coating Systems, de Säffle, diz estar quase a resolver o problema, após uma semana de testes intensivos. Na última Primavera, a empresa recebeu um subsídio para fazer testes com a máquina INVO Coater. Uma análise analítica inicial realizada na Universidade de Karlstad conseguiu resultados promissores.

Omdesign continua a inovar no packaging

Ler mais...

A Quinta Nova de Nossa Senhora do Carmo acaba de lançar novos packagings premium para os vinhos "Grainha" e "Pomares", com criatividade da Omdesign.
Disponíveis em caixa de cartão de duas garrafas e em tubo, "Grainha" apresenta-se agora numa embalagem arrojada, com um padrão moderno. No packaging "Pomares", a agência reforçou a identidade da marca com uma imagem forte e elegante, em linha com os valores da marca.

Novo rótulo para a Cachaça 51

Ler mais...

A Cachaça 51 tem agora uma nova imagem, com um rótulo com curvas suaves e um design mais moderno. A nova imagem foi desenvolvida pela Claessens, agência inglesa especializada em design de inúmeras marcas de bebidas espirituosas, vinhos, não alcoólicas e outras.

Para Pedro Rocha, Marketing Manager da Viborel, distribuidora da marca em Portugal, "pretende-se que a comunicação celebre a diversidade, e a nova imagem da marca oferece uma visão sem limites, e um claim que apela à vontade de ficar sedento pelo inesperado... "Stay Thirsty for new new things", ou seja, para todos os que acreditam em valores e diferenças, são curiosos e inovadores".

Herma lança etiquetas para superfícies difíceis

Ler mais...

Às vezes é complicado aplicar adesivos quando as superfícies são irregulares, gomadas ou demasiado rugosas. A pensar nisso, a HERMA desenvolveu um adesivo de dispersão sem plastificação, que pode ser aplicado em várias superfícies consideradas “difíceis”: o 65Tpc.

O novo adesivo promete uma melhor manipulação e pode ser aplicado em materiais tão diferentes como poliuretano e poliestireno, bidões ru-gosos de PE, pneumáticos, peças de metal ou paletes de madeira.

Qual o melhor processo de impressão para as embalagens?

Ler mais...A GfK levou a cabo um novo estudo com o tema “Exigências das marcas com a impressão da embalagem”, comissionado pela ERA, European Rotogravure Association. O estudo mostra que os factores decisivos para a escolha do processo de impressão são o preço e o volume, seguidos da qualidade de impressão e, com menor expressão, os aspectos ambientais.

Para maiores volumes e melhor qualidade de impressão, a gravura foi o método mais escolhido. Por outro lado, a flexografia é vista como a escolha para os volumes médios e com qualidade de impressão aceitável. Para a impressão digital ficam as pequenas tiragens e protótipos, não sendo considerada para a impressão de materiais de embalagem flexíveis.