fbpx
DP - PACKAGING
Login
Atualizado a 20 Nov, 2019

Quais são as profissões do futuro que surgem até 2030?

Especialistas em impressao 3D

Segundo o Fórum Económico Mundial, na próxima década serão valorizadas novas competências no mercado de trabalho e entre 75% a 85% das profissões mais procuradas ainda não existam hoje. Uma dessas profissões está relacionada com a impressão!

A Adecco, especialista em recursos humanos, fez uma análise e divulgou alguns dos possíveis empregos do futuro e alguns conselhos para manter a competitividade.

A Adecco aconselha que se for uma pessoa ativa profissionalmente, deve ser proactivo em relação à reciclagem dos conhecimentos. Caso esteja ainda a estudar, deve analisar as especializações possíveis tendo em conta as projeções sobre as necessidades futuras.

A análise do Big Data, da Internet das Coisas, da Realidade Virtual, da Realidade Aumentada, da Inteligência Artificial e a capacidade de resolver problemas complexos vai exigir formação especializada. 

Os que optam por carreiras STEM (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática) terão sucesso. Ou seja, buscam-se perfis que integrem conhecimento científico, tecnológico, matemático e de engenharia. As salas de aula devem começar a preparar alunos para combinar as quatro disciplinas, e o trabalho em equipa será incentivado e intensificado.

As seis novas profissões: 

  • Especialistas em clima e meio ambiente: devemos cuidar dos recursos naturais. Novos negócios serão projetados, tais como controladores da pegada de carbono, agricultoras verticais de culturas hidropónicas, forças de segurança contra eco delinquentes.
  • Piloto e controlador aéreo de drones: atualmente usamos drones para tarefas de pesquisa e manutenção, e estamos a dar os primeiros passos no uso comercial com tarefas de distribuição e transporte.
  • Especialistas em Impressão 3D: A gestão de impressoras 3D não será exclusiva do mundo da construção e arquitetura ou indústria. Os avanços na medicina beneficiarão da ajuda de profissionais de impressão 3D.
  • Especialistas em tráfego automatizado e veículos sem motorista: Engenheiros especializados capazes de projetar veículos de nanotubo de carbono leve ou modelos básicos de transporte, como bicicletas sem pedais, assim como criadores de experiência para viajantes.
  • Intérpretes de Big Data: Existem atualmente mais de 5,5 milhões de máquinas interconectadas. Até 2030, espera-se que existam mais de 50 milhões. Controlar tudo isso exigirá especialistas multidisciplinares com capacidade de trabalhar em equipa e com conhecimento na análise de Big Data.
  • Especialistas em criptomoedas: dos aspetos legais relacionados com a segurança através de investidores ou credores. O mundo das criptomoedas irá assumir uma elevada importância no futuro próximo.