fbpx

A Colquímica Adhesives readaptou as linhas de produção para garantir a satisfação de carências urgentes provocadas pela pandemia do novo coronavírus, nomeadamente para o mercado hospitalar e alimentício. A empresa vai produzir uma tonelada de gel desinfetante para as mãos, para apoiar o Sistema Nacional de Saúde.

“Acreditamos que temos, enquanto organização, um papel a desempenhar na comunidade e no ecossistema que nos rodeia. Num período em que as infraestruturas humanas e materiais estão particularmente expostas, é nossa obrigação contribuir ativamente para a superação coletiva deste obstáculo”, explica João Pedro Koehler, CEO da Colquímica Adhesives.

Colquimica Adhesives fabrica

A empresa mantém-se em contacto com as autoridades para ajudar a ceder materiais de proteção. Já procedeu a ações diretas de apoio aos centros hospitalares, em particular à Unidade de Saúde Familiar de Valongo e de Poznan, localidade onde se situa a sua empresa polaca, às quais já doaram mais de um milhar de máscaras cirúrgicas e de proteção, cerca de 600 luvas descartáveis, mil toalhas descartáveis, e mais de duas mil capas protetoras de calçado.

“A pandemia da COVID-19 provocou uma necessidade extraordinária de produtos para a indústria médica e hospitalar, bem como para o ramo alimentar. Neste contexto, a empresa com um posicionamento consolidado pelos mais de 65 anos no desenvolvimento de soluções de excelência, ciente da importância dos seus produtos nos processos de fabrico de produtos de primeira necessidade, tais como bens alimentares e bebidas, fraldas de bebé e adulto, pensos higiénicos, máscaras de proteção individual e batas hospitalares, adotou um rigoroso plano de contingência, salvaguardando a saúde e segurança dos colaboradores, por forma a continuar a assegurar o compromisso perante o mercado, num momento particularmente exigente”, referem em comunicado.

A Colquímica Adhesives garante que continuará o trabalho à medida que a empresa receba mais materiais.

Com uma capacidade de produção total que ascende as 65 mil toneladas de colas industriais por ano, a empresa fundada em 1953, em Valongo, conta com três unidades de produção - duas em Portugal e uma na Polónia - que lhe permitem desenvolver soluções para mais de 60 países, espalhados por todo o mundo.