fbpx

A The Navigator Company decidiu renovar, até ao final de junho, a redução parcial de produção de papel UWF (papel de impressão e escrita), provocada por uma diminuição de encomendas, registada desde o final de março.

A produção integrada de pasta foi ajustada de acordo com as necessidades de laboração das máquinas de papel. A fábrica de pasta de Aveiro, que alimenta a fábrica de tissue e produz a pasta para mercado, continua a operar dentro da normalidade, assim como as fábricas de tissue de Aveiro e de Vila Velha de Rodão, que não têm restrições nas suas operações.

Papel Navigator

Lay-off e dividendos transferidos para reservas livres

Ao invés de fazer o pagamento de 168 milhões de euros aos accionistas, o grupo propôs a passagem do montante para reservas livres.

O grupo tomou também a decisão de recorrer ao regime do lay-off simplificado durante o mês de junho, o que afeta 1201 colaboradores. Apenas apenas 97 estarão em lay-off integral a partir de 1 de junho.

No que diz respeito a Equivalentes a Tempo Inteiro, estarão em lay-off menos de 13% do universo total de trabalhadores da Empresa que garante a todos os colaboradores a totalidade do rendimento.

A espera pela recuperação até ao final do ano

A procura por papel de impressão e escrita foi afetada pelo fecho de escolas, comércio e escritórios, stando o futuro relacionado com a retoma das atividades económicas e com o desconfinamento.

A companhia espera que a procura global de UWF seja mais forte no segundo trimestre e com maior incidência nos mercados chave na Europa e nos Estados Unidos, antevendo uma recuperação progressiva até ao final do ano.

A procura por papel folio e bobinas dependerá do relançamento dos setores de edição e publicação e do sector de promoção e publicidade (impressão comercial).