fbpx

Promover a edição de obras da Diáspora Portuguesa no mundo é o objetivo de um protocolo assinado entre a Imprensa Nacional – Casa da Moeda e o Governo Português.

Com isso, prevê-se o reforço das políticas públicas e a consolidação de uma estratégia partilhada para a promoção da língua portuguesa e dos seus autores, potenciando o conhecimento e o interesse pela cultura portuguesa no panorama internacional.

INCM fachada

Para já, estão definidas as seguintes áreas de colaboração: a coleção «Comunidades Portuguesas- Estudos e documentos sobre Diáspora Portuguesa»; a coleção «Comunidades Portuguesas - Textos de criadores da Diáspora»; e a coleção «Biblioteca de Textos Fundamentais sobre Política Externa».

Os projetos editoriais serão definidos por um Conselho Editorial Independente, não remunerado, que irá selecionar e dar parecer sobre os aspetos literários, científicos e culturais.

O Conselho será constituído pelo escritor Onésimo Teotónio Almeida, o académico Ivo Castro e a investigadora Margarida Calafate Ribeiro, sendo presidido por Luís Filipe de Castro Mendes.

O financiamento é realizado no âmbito do plano de responsabilidade social e cultural da Imprensa Nacional-Casa da Moeda, para que exista o acesso livre do público às obras editadas.