fbpx

 A Bi-silque, empresa portuguesa com sede em Esmoriz, participou na Paperworld 2020, feira para o mercado da papelaria e escritório, onde se destacou pelas soluções apresentadas e pelo espaço ocupado na Messe Frankfurt, na Alemanha. O lançamento de novidades na linha ARCHYl e o destaque de várias soluções com certificação “cradle to cradle” angariaram a atenção de quem passou nos corredores do Hall 3.

“Nós já fazemos esta feira desde a primeira edição. Aqui temos a oportunidade de encontrar muitos clientes que não são europeus e, portanto, apostamos e continuamos a apostar na feira como um ponto de contacto”, explica André Vasconcelos, o presidente da empresa.

ARCHYlARCHYl

Um dos grandes destaques no stand da empresa foi o mobiliário colaborativo, de onde se destaca a linha ARCHYl, “especificamente desenvolvida para arquitetos e para contract furniture”. Mas há muito mais para descobrir na gama de produtos da Bi-silque.

“Tentamos abordar um bocadinho de todos os nossos segmentos, com grande destaque para os produtos certificados ou reciclados. Somos a empresa com mais produtos corporativos e colaborativos nesta área. Não há outra empresa que tenha tantas certificações nesta área”, comenta André.

Alegações que se podem comprovar

As alegações ecológicas da Bi-silque são suportadas por vários certificados “cradle-to-cradle”, tido como o processo de certificação mais relevante para reconhecer produtos concebidos para a economia circular.

“É um investimento muito grande porque exige muitos testes e é mesmo uma certificação muito cara. O consumidor tem reconhecido e dá valor a esse fato, preferindo comprar um produto amigo do ambiente”, comenta André Vasconcelos.

ALMA7132Blocos de papel

O preço, que sempre foi decisivo na compra, começa a não ser o único fator de decisão. “Um pequeno gap é aceitável e o consumidor prefere um produto ecológico. E é uma atitude mundial. Ou seja, nos Estados Unidos nota-se a preocupação assim como na Alemanha e na Inglaterra. A linha que mais cresce são os produtos “Earth”. Há uma grande consciência por parte do consumidor em relação ao ambiente”, explica o responsável.

Adianta ainda: “Somos o maior fabricante na Europa, de blocos de papel para flipcharts e há uma grande tendência e uma grande preocupação sobre o tema ambiental em relação ao papel, embora a indústria já tenha muito know-how e tenha trabalhado muito bem. Temos também uma linha de educação muito forte, desde software a mobiliário como cadeiras, secretárias, armários, entre outros”.

ALMA7129Quadros

O executivo explica que a responsabilidade não se fica pela natureza e pela utilização de energias renováveis, abrangendo ainda a responsabilidade social e corporativa. Na Bi-silque, os colaboradores usufruem de condições como ginásio, piscina, e uma série de benefícios relacionados com saúde.

Quase tudo para exportação

Ser sustentável em todas as vertentes é um requisito incontornável para as empresas que fazem a exportação de 98% da sua produção, como a Bi-silque. A empresa portuguesa é líder europeia na produção e comercialização de produtos de comunicação visual, para as áreas Corporativa, Home Office, de Educação, Industrial e canal Horeca.

ALMA7133Produtos para canal HORECA

André revela: “O principal mercado é os Estados Unidos…a seguir vem a Inglaterra, depois a Alemanha, França, Holanda”. Sobre as dificuldades e o impacto das políticas externas no negócio, confirma que tem sentido mais dificuldades com o processo do Brexit do que com os constrangimentos comerciais entre a Europa e os Estados Unidos.

ALMA7121Stand Bi-silque

A Bi-Silque produz cerca de 45 mil quadros por dia e teve, em 2019, cerca de €100 milhões de faturação. Conta com perto de 600 funcionários e as suas principais unidades de produção, em Esmoriz, ocupam cerca de 100 mil m2.