fbpx

A Fedrigoni concluiu a aquisição da Industrial Papelera Venus, uma empresa com sede na Cidade do México, que desenvolve, produz e distribui materiais autoadesivos. A Industrial Papelera Venus tem um volume de negócios de aproximadamente 18 milhões de dólares e emprega 100 pessoas.

A aquisição, a terceira em dois anos, visa reforçar a posição da Fedrigoni no setor de Etiquetas Sensíveis à Pressão com as marcas Arconvert, Manter e Ritrama. O grupo pode agora também fornecer soluções como materiais autoadesivos de comunicações visuais para sinalização interior e exterior, com uma gama diversificada e extensa de produtos.

Fedrigoni adquire IPV

"Este movimento está em linha com a nossa estratégia de crescimento no setor de rótulos autoadesivos cada vez mais promissor, que inclui também a recente aquisição da Ritrama, e é consistente com o nosso plano de diversificar geograficamente a nossa penetração no mercado", confirmou Marco Nespolo, CEO do Grupo Fedrigoni. "A nova entrada permitir-nos-á aumentar a nossa capacidade de produção, alargar a nossa oferta, criar sinergias de aquisição favoráveis, reforçar a nossa presença na América Central e do Sul e expandir o nosso mercado no sul dos EUA, áreas em que estamos muito interessados."

Juntamente com fábricas em Itália e Espanha, a Fedrigoni já tem instalações de produção na China, Chile e Brasil. "Vimos a nossa divisão de Rótulos Sensíveis à Pressão ser fundamental para apoiar toda a cadeia de abastecimento de saúde e necessidades essenciais nesta crise mundial do Covid 19. Esta divisão é cada vez mais competitiva e extensa num setor que está continuamente a expandir-se a nível global",  concluiu Nespolo.

Os fundadores da IPV e atuais acionistas afirmaram: "Estamos muito orgulhosos de nos juntarmos a um grupo internacional como a Fedrigoni, que nos permitirá crescer dentro de uma indústria próspera e financeiramente sólida. Significa que podemos melhorar em qualidade e dimensão, o que é essencial para consolidar a nossa presença no mercado."

Durante o processo, o Grupo Fedrigoni trabalhou com a KPMG como consultores financeiros, com a Latham & Watkins como assessores jurídicos, com a Pirola Pennuto Zei para questões fiscais, e com González Calvillo para a devida diligência legal.