fbpx

A Crédito y Caución alcançou um acordo com o Estado Português para uma nova prorrogação da vigência da Linha de Apoio ao Crédito Comercial para o Mercado Externo com Garantias do Estado até 31 de dezembro de 2021.

A linha de apoio, cuja vigência terminaria no final do mês de junho, permite às empresas seguradas beneficiarem de cobertura adicional do Estado em operações a crédito com entidades em mercados externos. 

seguranca by ijeab© ijeab

“A nova prorrogação da Linha de Apoio ao Crédito Comercial com Garantia do Estado para a exportação era inevitável de modo a garantir a retoma progressiva das atividades exportadoras, num contexto mundial que permanece incerto e cujas perspetivas são ainda instáveis na generalidade dos mercados mundiais", salienta Paulo Morais, diretor territorial da Crédito y Caución para Portugal e Brasil.

Esta será a segunda prorrogação da Linha de Apoio do Estado para a exportação que no último prolongamento de vigência passou também a abranger todos os mercados identificados na Lista de Risco-País da OCDE. O mecanismo de apoio à exportação permite às empresas exportadoras nacionais beneficiar nas suas apólices de seguro de crédito de cobertura adicional do Estado português.

A linha de apoio "Exportação Segura 2021" abrange operações para todos os mercados em que as empresa seguradas da Crédito y Caución tenham clientes e pode ser utilizada nos casos em que a Crédito y Caución tenha concedido cobertura insuficiente no âmbito da sua Apólice de Seguro de Crédito, sendo o montante da garantia adicional do Estado indexado ao risco assumido pela seguradora. O limite por operação varia em função do risco de crédito do comprador, podendo chegar a 1,5 vezes o valor classificado pela Crédito y Caución.

A Crédito y Caución disponibiliza Garantias Adicionais do Estado no montante global de 165 milhões de euros que podem agora ser utilizadas em operações a realizar até 31 de dezembro.  O seguro de crédito constitui um sistema integral de gestão de crédito que protege as empresas seguradas dos incumprimentos de pagamento dos seus clientes, melhora o seu acesso ao financiamento, bem como as suas capacidades de prospeção comercial em qualquer mercado, interno e externo.